Perturbação de Pânico

A perturbação de pânico é o medo de ter um ataque de pânico espontâneo. A intensidade do ataque pode ser extremamente severa e muitas pessoas sentem que estão a ter um ataque de coração e/ou de que irão morrer ou que estão a ficar loucas. Não é raro as pessoas tornarem-se cronicamente ansiosas e receosas acerca de terem outro ataque. O receio de ter outro ataque poderá levar ou não a pessoa a deixar de fazer coisas tais como sair de casa e evitar locais que possam despoletar o pânico.

Muitas pessoas que experienciam ataques de pânico sentem-se como se tivessem a morrer, a ter um ataque cardíaco, ou sentem que estão a enlouquecer ou a perder o controlo durante o ataque de pânico. Como resultado, as pessoas ficam assustadas com a possibilidade de ter outro ataque. É este medo que leva ao desenvolvimento da dita perturbação de pânico.

Isto por sua vez pode levar a condições secundárias associadas à perturbação de pânico - as quais incluem - comportamento evitante (agorafobia), depressão e/ou dependência de substâncias (medicamentos, alcool, drogas).

Muitas pessoas podem dissociar primeiro e entrar em pânico como resultado. Sintomas dissociativos podem incluir:

- Desrealização (sentimento de que eu e/ou o que me rodeia não é real)
- Despersonalização (sentimento que estou distanciado/afastado do meu corpo/processos mentais)
- Sensibilidade à luz e/ou ao som
- Tonturas

Se tiver interessado(a) poderá consultar o nosso Guia para a Ansiedade. Clique aqui.

OS SINTOMAS SEGUINTES TAMBÉM PODEM ESTAR PRESENTES NA PERTURBAÇÃO DE PÂNICO:

Ataques de pânico e/ou ansiedade podem incluir:

Outros sintomas:

Sintomas dissociativos:

Corrente eléctrica pelo corpo
Fluxo de energia pelo corpo
Sensação de formigueiros no corpo
Calor intenso pelo corpo
“onda de energia” pelo corpo
Frio “gelado” movendo-se pelo corpo
Formigueiro
Calafrios
Tremores

Formigueiro
Calafrios
Tremores
Sudorese
Mãos suadas
Sensação de cabeça leve e/ou tontura
Necessidade frequente de urinar
Diarreia
Dificuldades de sono
Suores nocturnos
Fraqueza num dos braços

Despersonalização/desrealização:
Sentir distância/afastamento do corpo
Visão turva (como se visse através do novoeiro)
Sentir-se como irreal
Sentir o ambiente à volta como irreal
Objectos parados parecem mexer-se
Sensibilidade à luz/som
Tonturas

Problemas digestivos:

Sintomas respiratórios:

Possíveis efeitos da ansiedade crónica:

Nausea e/ou vómitos
Indigestão
Estômago indigesto

Dificuldades respiratórias
Hiperventilação
Aperto na garganta
Sensação de obstrução, asfixia

Falta de concentração
Exaustão/fadiga
Sensação de “perda de sentimentos”
Perda de líbido
Perda de memória a curto prazo

Coração:

Tensão Muscular:

Medos frequentes:

Acelaramento cardíaco
Arritmia cardiaca/sensação de batidas perdidas

Dor no peito
Dor de cabeça
Dor no pescoço
Dor de costas
Maxilar dorido
Sciática

Medo de morrer
Medo de ter um ataque de coração
Medo de enlouquecer
Medo de perder o controlo
Medo do embaraço
Medo de fazer figuras ridículas



Para entender-mos melhor a sintomatologia que envolve a ansiedade colocamos aqui sintomas descritos de maneira diferente:

Sintomas de Ansiedade

o Visão turva
o Respiração curta
o Dificuldade em engulir, sensação de obstrução na garganta
o Dores de cabeça
o Sensação de formigueiro nas pernas e nos braços
o Sensação de tonturas, desiquilíbrio
o Sentimentos de ansiedade, apreensão, terror
o Incapacidade de pensar claramente
o Sensação que está a ficar louco(a)
o Falta de emoções, falta de sentimentos por alguém ou toda a gente
o “apitos, barulhos nos ouvidos”
o Hiperconsciência, consciência excessiva de si
o Pensamentos estranhos, obsessivos
o Sensação de arrebatamento, que não consegue lidar com as coisas
o Coração palpitante

Outros sintomas

o Falta de sono
o Dificuldade em comunicar com os outros
o Falta de desejo sexual
o Medo de estar doente
o Irritabilidade constante
o Suores
o Sentimentos de depressão
o Sentir-se irreal, afastado(a) do mundo à sua volta
o Hiperactividade, incapacidade de relaxar
o Falta de energia, cansaço/fadiga constante
o Falta de interesse na vida
o Preocupação com aquilo que os outros pensam
o Preocupação constante
o Boca seca

Se tiver interesse em saber mais sugestões para lidar melhor com a Ansiedade. Clique Aqui.

João Carvalho, Psicólogo Clínico e Coordenador de Projecto Terra Calma

Porque não temos de fazer tudo sozinhos. Fale com um psicólogo.

Se pretende fazer uma marcação estamos disponíveis para receber a sua chamada/email e responder a questões acerca dos nossos serviços.

Contacte-nos: 91 868 0799

(segunda a sexta-feira das 09h às 20h; sábado das 09h às 13h)